domingo, 1 de fevereiro de 2009

Reportagem da Revista Veja desta Semana aprofunda um debate...

A Revista Veja desta semana, como haviámos publicado anteriormente traz uma reportagem sobre a indústria fonográfica aliada a música cristã. Com o tema "Cantar com fé" a sessão de música traz uma reportagem sobre os fenômenos da música Cristã no país:

"
O sucesso do padre-cantor Fábio de Melo, o artista
que mais vende discos no país atualmente, reafirma
a força da música religiosa – católica e evangélica.
Um mercado que não conhece crise"

Todavia, caros amigos, em minha opinião, como leitor e professor, é que temos que tomar certos cuidados com a mídia brasileira, pois, revistas como a Veja apresentam-se a partir de um jogo de interesses meramente comerciais e profundamente sensacionalistas.

Sem mais de longas, acredito que a revista foi um tanto quanto tendenciosa e de mau-gosto nesta reportagem ao se referir ao Padre Fábio de Melo, mas novamente revelo que esta é uma opinião meramente pessoal! Mas, é justamente este debate, sobre a música cristã e seu sucesso, que nós do WMBLOG desejamos proporcionar a toda galera que curte este trabalho!!!

Infelizmente acompanho algumas opiniões de pensadores brasileiros, e parafraseio externando que neste país o jornal e a revista de hoje embrulhará o peixe de amanhã, pois sua credibilidade já foi vastamente posta em descrédito pelos seus atos indiscriminados, inescrupulosos, de ataque aos interesses da própria sociedade.

Por: Flávio Bueno

Vejam a reportagem no site: http://veja.abril.com.br/040209/p_120.shtml

34 comentários:

Flávio Bueno disse...

Galeraaa o Padre Fábio de Melo comenta a reportagem no blogo do seu site

www.fabiodemelo.com.br

abraços

Flávio Bueno disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Flávio Bueno disse...

O jornal o dia traz uma reportagem sobre a música católica tbm, só q com respeito... q a Veja nunca teve por nenhuma figura pública...

confiram

http://odia.terra.com.br/cultura/htm/mercado_de_artistas_catolicos_cresce_no_rastro_do_fenomeno_padre_fabio_226381.asp

Flávio Bueno disse...

o link correto é esse aqui galera!!!

http://odia.terra.com.br/cultura/htm/mercado_de_artistas_catolicos_cresce_no_rastro_
do_fenomeno_padre_fabio_226381.asp

Anônimo disse...

Acho uma reportagem de carater delicado, porém, se pensarmos pelo lado positivo, temos numa unica reportagem, o Eterna e o Oficina G3, os maiores icones do rock/metal cristão. Me arrepiei qdo li, pois numa epoca em que ninguem mais apoia o metal catolico, que nenhum produtor aposta mais em organizar um show com essas bandas, creio que esse pensamento possa mudar. Afinal, a Veja sai em todas as bancas do País, e convenhamos, foi legal pra kct,.

Flávio Bueno disse...

Po Anônimo... tanto acredito q a reportagem teria sido bacana q publiquei em separado a parte do Eterna e talz...

só q qndo li a reportagem no todo vi algumas coisas q acho de profundo desrespeito, principalmente qndo foi colocada em cheque a postura do Padre Fábio de Melo.. q fique bem claro q eu não estou aqui concordando com a postura dele e nem discordando, msmo pq acho q isso num tem nada a ver, o importante são as mensagens e não o relógioq ele usa... e a REVA, a Editora Abril com seu reporter não analisaram desta forma... em minha opinião e mais ainda foram grosseiros

Anônimo disse...

Fala meu veio! Acho que por ser uma revista "imparcial", notei tb que ela soltou farpas em todos os artistas que estavam ali... Mas convenhamos; Uma calça Diesel custa R$ 1200,00 e um relogio muiiito mais... Acho que falta um pouco de discernimento sim

Abração

Cristiano disse...

Cara eu acho assim!!!
Concordo com o Flávio com o mau-gosto das palavras utiilizados pela veja, msmo pq essa revista num vale nada!!! Agora q a discussão sobre o se apresentar do Padre Fábio é interessante é!!! Não julgo aqui vestir roupa de marca!!! Mas ele num pode ser visto como símbolo sexual da Igreja!!!

Anônimo disse...

ACho que devemos manisfestar nossa opinião no e-mail que a veja dispõe para criticas, não sei quem foi este cidadão que escreveu esta reportagem, porém acredito que é leviano e demonstra outros interesses a não ser o de divulgar algum trabalho. Pode ter certeza que tem algo por traz disso..... além de tudo a credibilidade desta revista já caiu em descrédito por mulhares de vezes!!!
Não sei vcs, mais eu vou colocar minha posição mesmo que não de em nada.

André

Paulo Vinícius disse...

Cara q o Padre Fábio é um fenômeno da música brasileira = fato!!!

q ele traz audiencia = FATO!!!

q na minha opinião!!! esse tipo de reportagem foi bom pra promover ainda mais a música cristã = FATO!!! FALEM MAL, MAS FALEM DE NÓS!!!! Enquanto isso as pessoas despertam mais e mais curiosidade!!! Vc num ve a Veja fazendo reportagem sobre a Gaiola da Popozudas!!! ou seja, ela vai em cima daquilo q gera vendagem, e hj a música cristã gera!!!!

Flávio Bueno disse...

Cara!!! Bacana os coments de vcs...

Pude perceber em trocas de papos com uma galera que há um número expressivo de pessoas que apesar de gostar muito do Padre Fábio de Melo questionam a sua postura. Acham que ele transmite uma ótima mensagem so que figura como playboy!!!

O q então seria mais importante!!!??

Vc q tem condições compra uma calça da Levis ou vai na C&A comprar uma!!!???

São bons questionamentos q eu acredito ser fundamental para o fortalecimento da nossa ideologia cristã!!!

Continuem manisfestando suas opiniões galeraaa!!!

Abraçossss

Flávio Bueno disse...

perdão pelos errinhos de português... tava no serviço e comentei na correria!!! abraçosss

Amanda disse...

Então... entrando na discussão sobre a imagem de "playboy" ou "símbolo sexual da Igreja"...
Acho que o mais importante é analisar a intenção com que ele faz as coisas. (Não to aqui defendendo tudo, nem sendo tiete). Mas quem ouve a mensagem que ele tenta passar e é atingido pelo poder que certas palavras tem de devolver as pessoas para si, assim como Jesus fazia, não irá reparar na calça ou relógio que ele usa.
Já passou a hora de rotular as pessoas pela imagem que passam e não analisar a essência...
Da mesma forma que se critica um padre por ser vaidoso, se critica um músico católico que faz rock, ou axé, sei lá.
O mais importante é saber que o evangelho tá sendo passado pra frente, que palavras edificadoras estão penetrando nos corações alheios e ali fazendo sua morada...
Me pergunto: quem sou eu para dizer que o botox que ele colocou é errado?? Ou pra falar que o padre não pode malhar... Se eu posso, pq ele não??

Não gostei da forma com que a reportagem foi feita... mas vindo da Veja, esperar o que??? Ficam sempre com a parte mais fácil... Ou quer discurso mais repetitivo que criticar os padres ou citar a castidade das pessoas, como foi feito com a Adriana???

Temos que bater palmas, pq ele deu a cara pra bater, mesmo sabendo que seria criticado... Imagino que poucos teriam essa coragem.

Então... Finalizando todo esse discurso, muito bom refletir sobre isso...
Bom espaço para manifestar opiniões...
Abraços!

*Sávio*Sam* disse...

A Veja só jogou farpas quando os artistas eram católicos. Seja pelo relógio do Pe Fabio de Melo. Ou pelo fato da Adriana viver a castidade. E ainda taxou a musica dela como "pop meloso por vezes se confunde com música de reunião de grupo de catecismo"... Acho que a Veja foi mto infeliz nessa materiazinha dela. Ainda por cima tirou um sarro da Jake com o "Po parar com o po". E o que realmente importa que é a letras das musicas e as converçoes que estas geram... Mas enfim. Como falaram ai em cima se estão falando da gente é por que estamos sendo notados. Tem muita gente fazendo música católica de qualidade. E isso é inegável.

Cátia Pereira disse...

Num entendo algumas posições sobre a reportagem....

só pq eles falaram da vaidade exarcebada do Padre Fábio de Melo???

Num entendo o conceito de responsabilidade jornalística é ficar alisando ou rasgando fronha, abafando posturas ao eu ver erradas que há na personalidade e no trabalho do Padre Fábio de Melo.

Acredito q as lacunas de um trabalho precisam ser mostradas, msmo sendo este um grande nome da Igreja Católica da atualidade!!!

FÉ E RAZÃO!!!

Amanda disse...

O problema da reportagem não foi analisar a vaidade exarcebada do padre Fábio, foi focar somente nisso (utilizando de muita ironia).
Também não acredito que as críticas acima escritas foram para esconder as lacunas do trabalho, e sim para mudar o foco, o modo como as coisas são vistas.
É analisar o que realmente importa. E não digo isso somente em relação ao padre, mas a todos que nos rodeiam.
Me pergunto: quem sou eu para julgar a postura de outra pessoa?? De qualquer uma, e não somente do foco da discussão, que é o pe. Fábio...
Será que vaidade é pecado?? Exagerada talvez, mas quem sabe o que é ou não exagerado??
É essa a questão...
De mudar o foco como cristão... Mudar o olhar sobre tudo, levando em consideração somente o que realmente importa...

Abraços

Flávio Bueno disse...

Existem alguns pontos neste debate q sem dúvida levam à um questionamento ainda maior!!! Qual é o verdadeiro papel de um cristão que tem como o carisma evangelizar? Derrubar Fronteiras!!!

Algumas vezes não compreendemos o verdadeiro sentido das palavras evangelização, discernimento, dentre outras tão presentes na nossa vida "cristã".

A primeira visão q tenho surge a partir de um pensamento de um cara qnum tem nada de "cristão". Esse cara é o Paulo Coelho q fala em uma de suas obras que: "Não existe nada de completamente errado no mundo, mesmo um relógio parado, consegue estar certo duas vezes por dia". Neste sentido, cabe a reflexão, tbm não existe nada de completamente correto no mundo. Pois somos seres humanos falhos com a necessidade de Evoluir!!! O q retrata fielmente q não é por ser um Padre q Fábio de Melo está isento de cometer erros humanos!!! Ele não é um Deus!!! Agora a partir deste erro julgar todo um trabalho!!! É igual dizer q uma mãe errou na educação do filho por uma surra dada em uma hra errada!!! É julgar a história e as conquistas de uma cara q derrubou barreiras, alçoou vôos até então inalcansáveis!!!

Outro ponto interessante que vejo nesta discussão!!! É q temos uma imensa dificuldade de interpretar os verdadeiros interesses a nós despojados pela midia, ou qualquer veículo de comunicação!!! O q é muito grave!!! Ae, neste tocante, entra justamente a questão do Discernimento!!! Estamos em uma sociedade em q dia-a-dia estamos sujeitos a comprovação de uma passividade invariável e unilateral das nossas vontades!!! Um exemplo claro disso é justamente a questão da violência... e da divulgação desta q hj é vista como fonte de renda para os veículos de comunicação em massa!!! Em nenhum momento pensamos q a violência destrói o que ela pretende defender: a dignidade da vida, a liberdade do ser humano. Ae questiono: O q fazemos pra mudar isso!!! Mas vamos lá isso é um outro assunto!!!

Mas tento trazer a discussão, justamente, q a crítica feita ao Padre Fábio de Melo tornam a cada dia tornam a despudorização de conceitos uma coisa lícitas e convenientes a um grupo... o q corrolabora a ideia de q a ignorância é a maior multinacional do mundo, a principal fonte de renda, justamente, de tais veículos supracitados.

Neste sentido, estamos voltando a ser senso comum, q sem dúvida remonta a idéia de Paulo Francis q relata o quanto é equivocada a idéia da sociedade aceitar a ideia de Marx falar de dinheiro e um Padre falar de sexo!! Retornamos a insenssatez preconceituosa dos anos 20 quando os pastores não se preocupavam com as ovelhas!!! Se é q vcs me entendem!!! A sociedade mudou, nós mudamos, o q não muda é nosso Deus!!! a forma de exautá-lo mudou, Mas não se mudou nosso Deus!!!

Talvez nosso mundo até tenha acabado, e nós ainda não nos demos conta, mas a esperança e a fé nos faz compreender q existe uma luz e essa luz é Deus!!!

Deixo neste sentido uma reflexão:

"Uma coisa é você achar que está no caminho certo, outra é achar que o seu caminho é o único. Nunca podemos julgar a vida dos outros, porque cada um sabe da sua própria dor e renúncia..."

O Padre sabe da sua, vc sabe da sua e Deus vê a nossa e nos ama assim msmo!!!!

Flávio Bueno disse...

ps: Não coloquei um ponto final na discussão não galera... pelo contrário!!!!

O debate tá aberto!!!Continuem manisfestando as suas opiniõesss por favor!!!

Aproveito aqui pra externar q é mto bom ve a participação da galera no Blog... Nós da EQUIPE WMBLOG contamos com a ajuda de vcs!!! Sempre!!!

Sem rótulos, sem frescura, mas com alma e amor a Deus!!!

abraçossssss

*Sávio*Sam* disse...

O que o Pe faz de certo ou errado. É problema dele e de DEEUS. Acho que as pessoas gostam de denegrir o que é de Deus. Só não percebe que a matéria foi tendenciosa e muito ironica quem realmente não quer. Mas uma coisa é certa. A Revista veja vai passar, o Pe Fabio vai passar, A Música tbm. E o que vai prevalecer é o Senhor. E é isso que importa.

Camila Reis disse...

Cátia compreendo perfeitamente os seus posicionamentos sobre as atitudes do nosso querido Padre. Os demais estão tomados por uma cegueira, que via de regra, acontecem quando idolatramos tanto alguém. Mas, que o Padre tem suas virtudes , perante suas sábias palavras, seu dom da oratório é espetacular. Porém, acho que ele deva estar precisando de assessores para orientá-lo na sua conduta... Ele é lindo, atraente, desejado sim sexualmente por muitas mulheres... Então se não consegue apagar o fogo, por favor se mostre como padre e não como HOMEM...

Karla(maringa-pa) disse...

analizando o altor da materia
vcs podem concluir que:
e um pessoa que entende de musica e de religião!!
"nos"que estamos "dentro" temos essa mania feia de (alto-zelo)isso
muitas vezes nos deicham cegos diante de uma criticazinha besta
que so serve atiçar os olhares em nossa direção!!
Esquecemos que:
as coisas simples e pequenas se completa mais depresa...(b.ser)

Anônimo disse...

...as coisas simples e pequenas se completão muito mais depreça...
(B.SER)

Henrique disse...

Gente na boa...

Apesar da reprotagem ser muito mas muito sensacionalista...., tem partres na qual ela tem razão, principalmente em relação a vestimenta do Padre. cREIO eu q se ele se vestisse adequadamente, não teriam feito essa reportagem

Tiago disse...

este é um questionamento interessante sim!!!

Como a opinião de todos, qndo são bem fundaentadas são interessantes

Acredito fielmente q devemos aprender respeitar as diferenças... seja a Cátia por admitir q a igreja evoluiu e tá tentando se aproximar do homem, como o restante da galera precisa entender q os excessos tbm são polos repetidos e fazem com q as ovelhas sejam repelidas do Pastor!!!

Eu sou músico católico, tenho meu ministério e já fui julgado por acreditar no rock com veículo de evangelização!!! e sinceramente, pra mim quem julou ou julga perde seu tempo!!!

Agora defender o Padre Fábio de Melo, q é uma pessoa q eu adimiro não significa fechar os olhos e criticar tbm...inclusive para o próprio crescimento do padre!!!

Tem muita gente muito mais próxima de Deus do q alguém q usa batina!!! tem gente q tem outras ideologias religiosas q estão próximas de Deus!!!

Não podemos é ter o preconceito

pq a ideia de religão, como muito bem disse o Padre Fábio de Melo é de religar, reunir...

e ele tem trabalhado por isso, e todos nós devemos tbm!!!!

CARLA disse...

Saindo um pouco desta discussão "Pe. Fábio de Melo" e analisando a reportagem, vejo que há sim claramente muitas ironias na reportagem " se fosse em aramaico ninguem notaria a diferença" entre outras... acredito que a revista quer formar uma opinião contrária e carregada de preconceitos contra a música cristã somente porque estamos vendendo e vendendo bem!
Espero que esta reportagem sirva apenas como um trampolim..nada mais, pois quem vier e ouvir perceberá a voz de Deus e a seguirá!

Flávio Bueno disse...

Cara... isso q a Carla falou é tão bacana!!! hj vendo o Programa Astros tive a oportunidade de ver como a música cristã tem quebrado as barreiras do preconceito!!!

Uma cantora foi ao programa e cantou uma música de sua autoria, q emocionou os jurados de maneira nunca antes vista por mim!!! Até o Miranda com aquele jeito dele disse: Com uma música assim até o capeta se converteria!!!!!

Isso prova o tão grande é a música tocada para Deus e mais o como tem sido importante os investimentos em qualidade, em boas gravações, bons músicos, produção bacana pq isso faz com q o secular veja o q é sacro e o admire e admirando o q é sacro, louva-se a Deus por osmose!!!

CARLA disse...

Flávio eu tenho visto o preconceito...mas tambem vejo o que você diz acontecer. Ouço frases do tipo "nossa essa música é muito boa! é católica mesmo???" e a partir do momento que eu digo " é católica sim!" vejo o preconceito se desfazer...
pessoas que diziam nem acreditar em Deus param para ouvir músicas cristãs e assim acabam por mudar sua forma de viver e de ver o mundo! acho que o meu dom de cantar está a serviço de Deus justamente para isso; para romper com os preconceitos criados a respeito de Deus e da Igreja também.

Flávio Bueno disse...

é por este e outros fatores Carla q entendo ser por parte dos católicos um jugamento errado do padre fábio!!! não por suas roupas, pelo seu relógio, etc etc.,.. mas sim pelo poder q a sua música teve de espandir os horizontes da evangelização!!! entende?

Po, a minha banda toca rock in roll... a gente pesca um cara (como já foi feitio) viciado em cocaína!!! mas continuamos vestir preto, ir a shows de rock, curtir outros sons, enfim continuamos a ser jovens!!! é isso q as pessoas esperam de uma banda... atitude e isso não podemos negar q o padre Fábio teve!!!

Jane disse...

A veja é realmente ridícula!! pq não publicar o que ele está fazendo de bom para as pessoas! A pobreza de espirito é a pior coisa que um ser humano pode carregar. Acho que quem escreveu isso não passa de um mal amado sem escrupulo. O padre Fabio mudou a vida de muitas pessoas. Faz a gente enxergar aquilo que podemos melhora na nossa vida como pessoa e CRISTÃO!A publicação dessa pobre reportagem fez com que ele se destacar-se ainda mais como sacerdote. Não importa o que ele usa e sim o que ele faz. E faz com muita responsabilidade! isso é o que vale!!!!!!!!!

CARLA disse...

Flávio eu acompanho a Apocalipse Prophecy tem uns três anos porque vi nas músicas um sinal claro da presença de Deus...eu não me lembro qual roupa vcs vestiam no primeiro show que eu fui, mas eu lembro muito bem do que cada música fez em mim...
Qunato ao padre penso a mesma coisa... o que for material vai passar, mas o bem que suas palavras nos fazem...isso já se eternizou!

Carlinhos disse...

Acompanho o relator!!!

Cátia muito boa a sua análise dos fatos!!!

Trago até uma questão nova a este debate!!!

Será q se realmente o padre Fábio fosse feio, velho, ranzinza e se vestisse como padre ele conseguiria ampliar o mundo fonográfico cristão como fez nos últimos meses????

Será q não precisamos evoluir em nosso pensamento acerca desta discussão!!! Ou queremos como o Flávio disse voltar aos anos 20 e ter padre rezando de costas ´para os fiés e todo mundo dizendo q a missa é coisa de velho e dá sono???

Jane disse...

O problema é como o próprio Padre Fábio fala: alguns olhares são muito apressados e não conseguem enxergar o que verdadeiramente ele quer alcançar no coração das pessoas.
Tenho certeza q algumas pessoas não o vê como um padre por ser um humano fisicamente muito bonito, alguns não se dão a oportunidade de vê-lo como sacerdote.
Não sei se vocês q estão nesse debate acompanham com aprofundamento o trabalho do Padre Fábio. Talvés ele seja alvo de críticas porque ele fala a realidade da vida.

Wesley disse...

Gente, o que é maior, O que nos une ou o que nos Separa? Os comentários da revista não foi nada imparcial, eles puxaram saco da musica evangelica... Pessoas que não conhecem o trabalho do padre Fabio e que tem esta visão distorcida, quem o conhece sabe o grande evangelizador que ele é!!!!!!

Nieslane disse...

Acredito muito no poder de Deus em nossas vidas e as tendências do mundo não são essas; estamos a todo o tempo como q vigiados e observados, cada passo nos limita ou possibilita a algo, usamos as coisas para nos construir ou destruir depende da forma q a recebemos, e a concluimos dentro de nós. Não somos daqui por isso não nos preocupemos com aquilo q ñ nos leva pro céu. Por isso a necessidade de sermos melhores nos torna critãos em meio às dores, sofrimentos e calúnias. Só uma certeza "o céu é nosso".
Nieslane

WMblog.blogspot.com - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por: Rodrigo Vidigal