terça-feira, 11 de agosto de 2009

Evangelho do Dia!!!

Não desprezeis nenhum desses pequeninos.
Mt 18, 1-5.10.12-14
.
Naquele tempo, os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram: “Quem é o maior no Reino dos Céus?” Jesus chamou uma criança, colocou-a no meio deles e disse: “Em verdade vos digo, se não vos converterdes, e não vos tornardes como crianças, não entrareis no Reino dos Céus. Quem se faz pequeno como esta criança, este é o maior no Reino dos Céus. E quem recebe em meu nome uma criança como esta é a mim que recebe. Não desprezeis nenhum desses pequeninos, pois eu vos digo que os seus anjos nos céus vêem sem cessar a face do meu Pai que está nos céus. Que vos parece? Se um homem tem cem ovelhas, e uma delas se perde, não deixa ele as noventa e nove nas montanhas, para procurar aquela que se perdeu? Em verdade vos digo, se ele a encontrar, ficará mais feliz com ela, do que com as noventa e nove que não se perderam. Do mesmo modo, o Pai que está nos céus não deseja que se perca nenhum desses pequeninos”.
.
NECESSIDADE DE CONVERTER-SE
Mt 18, 1-5.10.12-14
.
Uma das grandes tentações existentes dentro de nós é a do poder, entendido como dominação. Ser maior significa ser mais, poder mais. No Reino do Céus essa postura não existe. Jesus apresenta uma criança como modelo daquele que quiser ser o maior no Reino dos Céus. A simplicidade e a pequenez são atitudes que nos permitem abrir-nos ao que o Senhor nos revela. Jesus também se identifica com os pequenos. O Pai não deseja que nenhum dos pequeninos se perca, por isso é capaz de deixar noventa e nove e ir ao encontro de uma que se perde. É assim que Deus nos ama, toda vez que nos afastamos de Sua Vontade, ele nos busca e nos traz novamente ao seu convívio. Peçamos a virtude da humildade e da fortaleza para sermos fiéis ao que Ele nos pede.

Um comentário:

Amanda Brito disse...

"O que agrada a Deus, em minha pequena alma, é que eu ame minha pequenez e minha pobreza" Santa Terezinha

WMblog.blogspot.com - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por: Rodrigo Vidigal