segunda-feira, 21 de setembro de 2009

PT pune dois deputados que são contra a legalização do aborto

Após noves meses da abertura do processo, o julgamento final aconteceu nesta quinta-feira, 17. A Comissão Nacional de Ética do Partido dos Trabalhadores (PT) suspendeu alguns direitos partidários dos deputados Luiz Bassuma (BA) e Henrique Afonso (AC) por serem contra à legalização do aborto.
A maior punição caiu sobre o parlamentar baiano. Bassuma ficou proibido de participar de decisões na legenda e na Câmara, durante um ano; o PT determinou que ele retire todos os projetos de lei contrários à descriminalização do aborto e o impediu de participar de comissões parlamentares; não vai poder votar nem ser votado nas eleições internas e, dificilmente, terá a legenda para disputar as eleições em 2010.
Henrique Afonso, que é do Movimento Pró-Vida, também respondeu a processo, mas recebeu como pena a suspensão do partido por 90 dias.
Em seu discurso de defesa, publicado no site do deputado, Luiz Bassuma afirmou que sua posição contrária ao aborto não é só uma discussão religiosa, mas atinge toda sociedade. “Luto por uma causa que não é, como dizem, apenas religiosa. É muito mais ampla, com aspectos filosóficos, éticos, jurídicos, científicos, políticos, religiosos e espirituais. Trata-se de garantir o direito mais fundamental de todos os seres vivos: o de existir”, declara.

4 comentários:

Anônimo disse...

isso é um absurdo...

Flávio Bueno disse...

absurdo e meio...

Carlos Eduardo disse...

Mandem e-mails protestando para:
presidencia@pt.org.br
pag do nobre deputado Bassuma: http://www.bassuma.com.br/
Mexam-se

Leonardo disse...

Quer não; puniu.
DN suspende direitos partidários de Luiz Bassuma e Henrique Afonso
O Diretório Nacional do PT, reunido nesta quinta-feira (17), analisou os pareceres das Comissões de Ética instauradas contra os deputados federais Luiz Bassuma (PT-BA) e Henrique Afonso (PT-AC).
Por unanimidade, os membros do DN entenderam que os dois deputados infringiram a ética-partidária ao “militarem” contra resolução do 3º Congresso Nacional do PT a respeito da descriminalização do aborto.
Os dois tiveram seus direitos partidários suspensos: Luiz Bassuma por 1 ano e Henrique Afonso por 90 dias.

Fonte: http://www.pt.org.br/portalpt/index.php?option=com_content&task=view&id=81962&Itemid=195
Uns dias atrás, vi num tópico, uma PTista se manifestando.
Hilário.

WMblog.blogspot.com - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por: Rodrigo Vidigal