domingo, 4 de outubro de 2009

Canto e Música na Litúrgia pós Concílio Vaticano II!!!

Fala galera!!!

Nos últimos meses tem se intensificado o debate acerca da utilização ou não de músicas evangélicas em missas, etc. Se seriam estas liturgicamente coerentes. Pois bem, eu tenho uma opinião formada sobre, só que o intuito deste tópico é promover este debate. Todavia, é importante para qualquer discussão ser fundamentado teóricamente. Muitos ainda cometem o erro de se deixar levar pelo senso comum, transformando-se em verdadeiros Papagaios de Pirata, repetidores da opinião alheia. Para tal vi em um debate um texto interessante retirado do site da CNBB sobre este tema, que repasso a vocês.

A leitura é simples e serve para que a gente, de fato, possa compreender melhor as leis, os conselhos e o que nos é permitido em uma liturgia!!!

Para corroborar tal discussão acrescento ainda o link sobre a ideia que os evangélicos tem da disseminação da música gospel em meio católico, adentrando-se a este pensamento que enfim os católicos deixaram de tocar "Maria de Nazaré" e "Segura na Mão de Deus" para tocar hits evangélicos. Alguns sites promovem inclusive enquetes que questionam se a música evangélica fez com que a Igreja Católica voltasse a crescer. Veja o site Pastor Batista!!!

Boa leitura!!!

E vamos promover o debate!!!!

9 comentários:

Cristiano disse...

quer dizer q são os evangélicos que acham q valorizam a nossa igreja... ... não seria a nossa igreja q valoriza as canções evangélicas, não foi por causa do nosso padre marcelo q muitas das musicas evangélicas se tornaram conhecidas...

eu sinceramente acho q temos q valorizar o q é nosso

pq vc nunca vai ver um evangélico cantando no culto uma música feita pelo padre fábio de melo

Eduardo disse...

Po Flávião... eu acho massa essa ideia de debater sobre este tema...

msmo pq eu to achando q a coisa tá muito bagunçada!!!!

qualquer musica evangélica... é melhor... do q as nossas católicas...

este doc sobre a liturgia ae é fantástico... tu tinha era q deixar ele ae pra ser baixado permanentemente....

abraços

Nando Lima disse...

Como diz o texto, as pessoas acabaram perdendo o critério e o bom senso...
A música litúrgica precisa seguir todas aquelas regras expostas pela CNBB... a música LITÚRGICA!
Mas a falta de cuidado com a liturgia não se resume a uso de músicas evangélicas... não sejamos cegos, não é mesmo?
É muito comum chegar numa missa numa paróquia qualquer e ver como as pessoas que tocam e cantam na missa muitas vezes não tem o zelo necessário por este serviço tão importante!
Muitas vezes, chegam atrasados, não preparam adequadamente os cantos... muitos até cantam muito bem, mas não preparam com cuidado os cantos para a missa...
O debate é importante e o documento que o Flávio postou é de leitura obrigatória pra quem toca na missa!
Abraços a todos!

Flávio Bueno disse...

tbm acho grande Nando.....

tocar as musicas evangélicas...não é o maior problema q temos na Igreja no q se refere a liturgia,,,]

vejo q tem muita cooisa boa na igreja católica... no q se refere a canções, mas como podemos ver o q temos de qualidade sendo q nem as regras primárias a gente conhece....

tem gente q não sabe nem qndo se deve ou não cantar aleluia na aclamação...

o pq q não se canta a paz... atualmente... dentre outros...

uma coisa eu sempre digo

a falta de conhecimento é um problema de duas vias...

primeiro pq acho q é obrigação de um padre... tarbalhar o conhecimento teórico dentro da sua comunidade... principalmente para aqueles q são servidores...

a igreja tem muita coisa bacana pra se estudar... mas, a procura por textos da CNBB, catescismo da igreja, dentre outros é quase nula.. e sem conhecimento não há trabalho com qualidade...

segundo quem serve tem q ter a ideia de q não está fazendo favor q isso tbm é um serviço e q por isso a qualidade tem q ser prezada...

neste contexto entra novamente o conhecimento.... quem não tem não faz nada com qualidade....

João Carlos disse...

é duro ter q concordar com vcs...

mais o fato é...

se o problema fosse só tocar musica de crente era mole de se resolver....

mais num é....

o q me chateia é justamente esta aproximação excessiva sem reciprocidade....

Zé Pequeno disse...

Parte disso ae é culpa de padre q canta q adora ficar babando ovo pra esses evangélicos q só querem ferrar com a igreja católica

Eduardo disse...

Infelizmente esta é uma questão q necessita ser revista tanto para aqueles que tem ministéwrios e tocam as missass..

como tbm para quem gerencia isso...

no caso os párocos

CARLOS HENRIQUE disse...

mAS A GENTE CRITICA TANTO... E O Q FAZER????

Cirilo disse...

ta virando bagunça msmo.....

nego num sabe mais qual o verdadeiro significado das missas

mas tenho duvidas até se os padres tbm sabem

WMblog.blogspot.com - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por: Rodrigo Vidigal