terça-feira, 10 de novembro de 2009

Dom Hélder Câmara recordado essa semana em Brasília

De hoje até o dia 14, a Universidade Católica de Brasília (UCB), em parceria com a Comissão Brasileira Justiça e Paz da CNBB, realiza o seu 5º Simpósio, com o tema: “Há esperança: 'outro mundo é possível'. Centenário de Dom Helder Câmara” e o Lema: "Sem arriscar, não vivemos a esperança" (Dom Hélder).
O objetivo é estimular estudos, reflexões e discussões sobre a esperança como forma de romper o ansiedade difundida nos últimos anos por vários fatores, como a crise econômica e financeira que se abateu sobre o mundo.
Com a proposta de aprofundar reflexões sobre a questão, além das conferências plenárias - ministradas por cientistas e pesquisadores convidados - serão apresentadas comunicações científicas, mesas redondas, mini-cursos, oficinas, exposições e murais.
O evento conta com o apoio da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), da Comissão Brasileira de Justiça e Paz (CBJP) e da Conferência dos Religiosos e das Religiosas do Brasil (CRB).
Os organizadores do evento esperam contribuir para o verdadeiro resgate da esperança que gera cidadania ativa, tanto a nível local, nacional e internacional e para a geração de instrumentos de responsabilização social capazes de ajudar a reverter o atual quadro de crise e de desânimo.
Dom Hélder nasceu em Fortaleza no dia 7 de fevereiro de 1909. Em 1923, ingressou no Seminário Diocesano de Fortaleza, onde cursou filosofia e teologia. Para ser ordenado sacerdote aos 22 anos de idade, no dia 15 de agosto de 1931, o então pretendente Hélder recebeu uma autorização especial da Santa Sé, pois não tinha a idade mínima exigida.
Em 1931, Dom Hélder fundou a Legião Cearense do Trabalho. Dois anos depois criou, com lavadeiras, passadeiras e empregadas domésticas, a Sindicalização Operária Feminina Católica. Dom Hélder contribuiu de maneira decisiva para a reforma do método de ensino e melhor desenvolvimento da educação pública do Ceará.
Em janeiro de 1936, deixou Ceará com destino ao Rio de Janeiro, para exercer as funções de Diretor Técnico do Ensino da Religião. Em 20 de abril de 1952, foi nomeado bispo e ajudou a criar o Conselho Episcopal Latino-Americano.
Em 1956, fundou a Cruzada São Sebastião, no Rio, destinada a atender os favelados. Em 59, fundou o Banco da Previdência, cuja atuação se desenvolve especificamente na faixa da miséria.
Foi diversas vezes delegado do Episcopado Brasileiro nas assembléias gerais realizadas fora do Brasil. Junto à Santa Sé, foi membro do Conselho Supremo de Migração e padre conciliar no Concílio Vaticano II. Seu nome era conhecido no mundo todo pelo seu trabalho junto à pobreza.
Foi nomeado em março de 64 como arcebispo de Olinda e Recife, onde estabeleceu um claro foco de resistência ao golpe militar, desde a visão social.
Em 1969, recebeu o primeiro título de doutor honoris causa, da Universidade de Saint Louis, Estados Unidos. Em seguida, várias universidades da Bélgica, da Suíça, Alemanha. Holanda, Itália, Canadá e Estados Unidos, outorgaram-lhe o mesmo título, assim como o fizeram várias universidades brasileiras. Também recebeu o título de Cidadão Honorário de 28 cidades brasileiras e duas estrangeiras: a cidade de São Nicolau na Suiça e Rocamadour, na França.
A programação do Simpósio da UCB está disponível no site www.ucb.br.

Nenhum comentário:

WMblog.blogspot.com - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por: Rodrigo Vidigal