quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Só quem reza avança na vida espiritual: Papa sobre Santo Antônio!!!

Bento XVI: Santo Antônio ensina que oração é relação de amor com o Senhor

"Apenas uma alma que reza pode fazer progresso na vida espiritual: este é o objeto privilegiado da pregação de Santo Antônio", disse Bento XVI na Catequese desta quarta-feira, 10, dedicada à figura do santo franciscano.

O Papa falou sobre a obra Sermões, escrita por Antônio para ser utilizada nos estudos teológicos franciscanos.

Ali, o santo descreve a oração como uma relação de amor que está dividida em quatro estágios essenciais: abrir confiadamente o próprio coração a Deus; falar afetuosamente com Ele; apresentar-Lhe as nossas necessidades; louvá-Lo e agradecê-Lo.

"Antônio lembra-nos que a oração exige um clima de silêncio, que não coincide com a separação do ruído exterior, mas é experiência interior, que visa eliminar as distrações causadas pelas preocupações da alma, criar silêncio na própria alma", explica.

Bento XVI salientou que, devido à riqueza dos ensinamentos espirituais de Sermões, "o Venerável Papa Pio XII, em 1946, proclamou Antônio Doutor da Igreja, dando-lhe o título de 'Doutor Evangélico', porque seus escritos mostram o frescor e a beleza do Evangelho e, hoje, podemos lê-los com grande benefício espiritual".


"Verdadeira riqueza"

No início do século XIII, o crescimento da cidade e do comércio diminuia a preocupação com os pobres. A pregação de Antônio convidava os fiéis a meditar sobre a riqueza do homem bom e misericordioso, que "faz acumular tesouros para o céu".

"Não é exatamente isso, queridos amigos, um ensinamento muito importante e atual também hoje, quando a crise financeira e graves desequilíbrios econômicos empobrecem muitas pessoas e criam condições de miséria?", questiona o Pontífice.

O Papa também destacou que a visão de Antônio sobre o Crucificado o propõe como significado que enriquece as vidas dos crentes e não crentes. "Meditando estas palavras, podemos entender melhor a importância da imagem do Crucificado para a nossa cultura, pois o nosso humanismo nasce da fé cristã".

Ao final da Catequese, o Santo Padre convidou toda a Igreja a orar para que "os sacerdotes e diáconos executem com solicitude este ministério de anunciar e atualizar a Palavra de Deus aos fiéis, especialmente através da homilia litúrgica. Seja ela uma apresentação eficaz da beleza eterna de Cristo", concluiu.

Nenhum comentário:

WMblog.blogspot.com - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por: Rodrigo Vidigal