domingo, 16 de outubro de 2011

Evangelizar: Vocação e missão da Igreja

Na revelação bíblica, a Missão está intimamente relacionada à história da salvação, ao desejo de Deus de "que todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade." (ITm 2,4). Por isso a Missão está ligada ao envio: "Ide, fazei discípulos meus todos os povos, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo, ensinando-os a observar tudo quanto vos mandei." (Mt 28,19-20). O motivo primordial da Missão é e sempre será o mandato missionário que Jesus Cristo deu aos apóstolos e aos discípulos. Dessa maneira a Igreja procurou sempre tomar consciência de sua natureza evangelizadora. A evangelização exprime a identidade da Igreja: "Evangelizar constitui, de fato, a graça e a vocação própria da Igreja, sua mais profunda identidade" (Paulo VI "Evangelii nuntiandi", 14).

Não é suficiente perceber a necessidade da Missão, mas é fundamental tomar consciência de que toda a Igreja, e nela cada batizado (a), é o sujeito da Missão. Fica muito claro que a Igreja é por sua natureza missionária e é preciso colocá-la dessa maneira em "estado permanente”. O compromisso com a justiça é parte indispensável do processo de evangelização.

Com o lema “Muitos, mas um só coração” (At 4,32a.), o objetivo da Missão de Roraima é o mesmo afirmado pelo Papa Bento XVI em mensagem para o Dia Mundial das Missões de 2009: “Iluminar com a luz do Evangelho todos os povos em seu caminhar na história rumo a Deus, pois n’Ele encontramos a sua plena realização”. Com este intuito, a equipe missionária foi enviada para trabalhar na Paróquia Nossa Senhora do Livramento e São José Operário em Caracaraí, localizada no sul de Roraima e erigida em 25 de setembro de 1966 por Dom Servílio Conte - data em que foi entregue a missionários religiosos. Em 1999, Pe. Jesus, do clero de Roraima, assumiu a Paróquia. E, em 2006, o Arcebispo de Brasília, Dom João Braz de Aviz e o Bispo de Roraima, Dom Roque Paloschi, selaram um caminho que vai tornando-se comum entre as duas Igrejas particulares: Projeto Missionário em Roraima especificamente na Paróquia de Caracaraí. Aos poucos foi composta e preparada uma equipe missionária de padres, seminaristas, leigos e leigas da Arquidiocese de Brasília para dar continuidade ao trabalho de evangelização da Paróquia. No dia 5 de novembro de 2007 os missionários da Arquidiocese de Brasília chegaram e assumiram a administração da Paróquia.

A Paróquia atende várias comunidades: três em Caracaraí, com aproximadamente 16.000 habitantes, duas em Iracema com 8.000 habitantes e treze vicinais. Atendemos a Fazenda Esperança em suas diversas necessidades. No Baixo Rio Branco atendemos vinte e duas comunidades ribeirinhas com 2000 habitantes, que são visitadas a cada quatro meses. Além da extensão territorial, que se aproxima dos 62.000 km² aliada à limitação das vias de acesso terrestre e fluvial, juntamente com a precariedade de recursos da Paróquia, também é enfrentado a falta de missionários e o baixo nível de formação no campo pastoral. As distâncias entre as comunidades variam em torno de 50 a 100 km.  Atualmente a equipe missionária é composta por dois padres, dois diáconos, quatro leigas e um leigo.

Mesmo com todas as dificuldades, a Missão em Roraima atende o chamado da Igreja na defesa dos direitos humanos e da dignidade da pessoa. Estes são sinais de fidelidade e de autenticidade à Igreja de Cristo, que também deve denunciar todas as formas de opressão. Uma Igreja verdadeiramente missionária é aquela que anuncia a cada ser humano que ele é filho de Deus em Cristo. Em resumo “A Missão é anúncio de perdão”.

Por Padre Sergio Correia
Cedido pela Revista Brasília Católica

Nenhum comentário:

WMblog.blogspot.com - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por: Rodrigo Vidigal