domingo, 13 de maio de 2012

Símbolos da JMJ encontram o marco zero de Brasília


A Ermida Dom Bosco, primeira obra de alvenaria a ser erguida em Brasília, recebeu a cruz e o Ícone de Nossa Senhora da Jornada Mundial da Juventude na manhã deste domingo. A visita faz parte da programação do Bote Fé na cidade, que acontece neste fim de semana.
O local, hoje cuidado pelos sacerdotes salesianos recordou a visão de São João Bosco, em 1883, que previu a capital federal, em volta a um grande lago, que jorraria leite e mel. Há 57 anos, data da inauguração de Brasília, o santo é conhecido como um dos padroeiros da cidade (ao lado de Nossa Senhora Aparecida). Ao redor dos ícones, cerca de 200 jovens e sacerdotes da congregação Salesiana rezaram e pediram a João Bosco proteção à cidade.

Durante a reflexão em torno dos símbolos, os padres enfatizaram a importância de ao olhar as imagens, recordar Cristo ressuscitado.

O sacerdote Nivaldo Luís Pessinatti disse que a família salesiana estava orgulhosa ao receber a visita dos símbolos e de tantos jovens. “A cada evento religioso, reforçamos nosso compromisso em relação a juventude, que é o que sempre pregou João Bosco. Esta visita adquire para nós uma importância de publicidade, mas isso não é o mais importante. Temos um compromisso com a qualidade de vida dos jovens e renovamos agora nossa missão que é cuidar da juventude de Brasília”, destacou.

Além disso, o padre reafirmou que há um risco de fazer destes símbolos, uma expressão publicitária e se esquecer o momento de evangelização.
“Dom Bosco cuidava do coração dos jovens. Nessa celebração, não estamos adorando um pedaço de madeira, e sim Cristo ressuscitado, esperança e vida para a nossa juventude. Quando focamos o verdadeiro sentido evangelizador desses símbolos, acertamos. Caso contrário, pode virar um folclore, algo passageiro e isso não é o que queremos”, ressaltou.

De acordo com ele, a intenção do Bote Fé é preparar e fazer um itinerário, como um processo catequético, para que a partir desse pretexto, a sociedade chegue preparada para experimentar o verdadeiro amor de Cristo na Jornada Mundial da Juventude, no ano que vem. “A presença do papa virá para reforçar a fé do poo brasileiro na presença de Jesus Cristo”.

Presença transformará Brasília
Embora Dom Bosco tenha sonhado em 1883, atualmente a capital do Brasil tem sido reflexo de corrupção. Para o padre Pessinatti, a inspiração do santo é que a cidade sirva como luz e guia para todo o País. “Espero que a cruz seja proporcione e provoque os valores evangélicos aqui”.

Cândido Fernandes, catequista da Paróquia São João Bosco, do Núcleo Bandeirante, levou seus catequistas para vivenciar o momento. “A intenção em trazê-los é iniciá-los na cultura da jornada, que une os povos há tanto tempo”.

Maria Clara Farias, 17 anos, da articulação da juventude Salesiana, disse que os jovens se prepararam durante dois meses para receber os símbolos. Houve palestras e reflexões sobre a JMJ e a importância desta visita. “Não imaginava que o evento fosse tão grande e reunisse tanta gente. Fico feliz, porque muita gente talvez não poderá participar da jornada, e hoje pode ter uma experiência tão profunda como essa”,  contou.

Fotos no Flickr da Arquidiocese de Brasília ou na página de fotos do Bote Fé
Por Equipe dos Jovens Conectados

Nenhum comentário:

WMblog.blogspot.com - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por: Rodrigo Vidigal