terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Mentira e omissão: tem diferença?

Muitas pessoas consideram omissão diferente de mentira, mas se analisarmos a fundo a omissão pode ter a mesma intenção negativa de enganar/esconder algo de alguém… e normalmente o que precisamos omitir é porque não é correto para a situação.

Cada vez que mentimos perdemos uma parte de nosso crédito com a pessoa, como se fosse uma conta corrente do relacionamento (CCR) que cada atitude positiva é um depósito nesta conta conjunta e cada atitude negativa (inclui-se a mentira) é um saque na conta corrente. E se não tomarmos o devido cuidado, uma hora o saldo pode ficar negativo e uma dívida impagável.

Muitas pessoas me perguntam se toda mentira é ruim ou existe aquela que é admitida numa relação.

Toda mentira é ruim, mas existem aquelas mentiras toleráveis para algumas pessoas, e isto não quer dizer que seja correto, muito menos positivo para a relação. Temos que tomar MUITO cuidado, pois nos acostumamos a mentir e este, é um péssimo hábito. A convivência e a intimidade “nos permite” mentir de vez em quando, mas é por pura conveniência. Ex: “eu deixei o celular em casa, por isto não atendi. E na verdade deixei o celular em casa para não atender, pois se ela soubesse que estava no churrasco, com meus amigos, iria brigar”.

Será que é necessário? Ou imaturidade para enfrentar suas escolhas?

Assim como a mentira, a omissão também é um atalho quando as pessoas não querem ter trabalho, pois contar a verdade ou andar no trilho da verdade dá muito trabalho, pois exige o nosso melhor, testa nossos valores, nossa ética, nossa generosidade, etc.

Normalmente as pessoas se escondem nesta premissa de não contar toda a verdade. Se isto é bom ou ruim dependerá da intenção REAL que a pessoa teve ao não contar toda verdade.

É mais normal do que imaginamos utilizar a mentira para se “safar” de julgamentos e repreensões, ou para se justificar, mas psicologicamente é melhor ASSUMIR as falhas para poder mudar determinado hábito, ou continuaremos nos enganando.

Há pesquisas mostrando que as pessoas num mesmo dia mentem várias vezes por inúmeros motivos, então dificilmente dará para ser SUPER sincero, MAS o principal é verificar sua intenção REAL e principalmente EVITAR ter que mentir, ou seja, comportar-se mais. E dá trabalho, não é para qualquer um andar na “linha” e não precisar gastar energia e tempo para manter as mentiras, pois cada mentira ocupa espaço em nosso cérebro para não ser desmascarada e deixamos menos espaço para coisas melhores…

E lembrem-se da sabedoria dos ditados populares: mentira tem perna curta”.

Nenhum comentário:

WMblog.blogspot.com - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por: Rodrigo Vidigal